Presidente da Nestlé mundial recebeu R$ 47,2 mil/dia em 2002

O presidente e diretor-geral da multinacional Nestlé, o austríaco Peter Brabeck, recebeu rendimentos no total de 6,4 milhões de francos suíços, o equivalente a US$ 4,7 milhões (R$ 16,89 milhões) em 2002. As revelações foram feitas pelo próprio Brabeck durante a apresentação do balanço da empresa. O total de US$ 4,7 milhões resultou do recebimento de um salário mensal, de opções e ações de US$ 394 mil (R$ 1,41 milhão) por mês ou US$ 13.167 ou R$ 47.269 por dia. As informações são das agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.