MARCOS DE PAULA/AGENCIA ESTADO/AE
MARCOS DE PAULA/AGENCIA ESTADO/AE

Presidente da Petrobrás diz que companhia é autônoma para tomada de decisões

Roberto Castello Branco, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que considerou legítima a preocupação do presidente da República sobre o aumento de preços no diesel

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2019 | 19h52

O presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que a "Petrobrás é uma empresa completamente autônoma para a tomada de decisões, coerente com seus fins institucionais", comentando a decisão de rever o reajuste do diesel nesta quinta-feira, 11, após receber telefonema do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Veja a íntegra da resposta de Castello Branco ao questionamento feito pelo Estadão/Broadcast à assessoria de imprensa sobre as causas e efeitos da medida anunciada nesta quinta-feira, 11:

"Recebi ontem (quinta-feira, 11), no fim do dia, uma ligação telefônica do presidente Bolsonaro me alertando sobre os riscos do aumento do preço do diesel divulgado pela Petrobrás. Considerei legítima a preocupação do presidente.

A Petrobrás decidiu, então, suspender, por alguns poucos dias, o reajuste do preço do diesel com base em cálculos técnicos e na posição de instrumentos de hedge para sua proteção contra prejuízos.

Reitero que a Petrobrás é uma empresa completamente autônoma para a tomada de decisões, coerente com seus fins institucionais e que sempre buscará a defesa do interesse dos seus acionistas e do Brasil."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.