Presidente da Renault/Nissan anunciará duas novas fábricas no Brasil

Ghosn fará anúncio à presidente Dilma neste sábado; unidades devem ser instaladas nos Estados do Rio de Janeiro e do Paraná

Vera Rosa, de O Estado de S. Paulo,

30 de setembro de 2011 | 13h46

A presidente Dilma Rousseff recebe neste sábado, 1, no Palácio do Planalto, o presidente mundial da Nissan e da Renault, Carlos Ghosn. O empresário vai anunciar a construção de outras duas fábricas de automóveis no País. O encontro ocorrerá às 10 horas.

As novas fábricas devem ser instaladas nos Estados do Rio de Janeiro e no Paraná. Segundo fontes, o encontro também contará com as presenças de ministros como Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia). O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), também foi convidado.

O anúncio ocorrerá 16 dias após o governo aumentar, em 30 pontos porcentuais, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros importados. Para escapar do valor cheio da nova tributação, as montadoras terão de garantir, no mínimo, 65% de conteúdo nacional e regional.

Em entrevista ao programa "Hoje em Dia", da TV Record, Dilma disse ontem que o aumento das alíquotas do IPI de automóveis importados foi tomada para proteger o emprego no Brasil. "Nosso mercado interno não será objeto de pirataria de país nenhum", afirmou a presidente. "Eu não tenho nenhum compromisso de gerar emprego lá fora."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.