finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Presidente da Volks ameaça funcionários brasileiros

O presidente da Volkswagen mundial, Bernd Pischetsrieder, disse, na sede da companhia, que vai demitir todos os funcionários da empresa no Brasil que entrarem em greve. A filial da Volkswagen no Brasil anunciou um plano de demissão voluntária, transferência e treinamento que deve atingir quase 4 mil funcionários. O plano foi recusado pelos empregados que ameaçam paralisar as atividades.O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, onde está uma unidade da empresa, Antônio de Oliveira, o Toninho, disse que os trabalhadores têm direito de fazer greve e possuem garantia de emprego até fevereiro de 2004. Para ele, a ameaça do presidente da Volks mostra que o novo projeto estaria sendo imposto e não garantiria a ocupação para todos aqueles que aderirem à Autovisão. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.