Presidente do Banco Central Europeu diz que divergências podem ameaçar união monetária

Divergências estruturais entre países da zona do euro podem se tornar explosivas e até ameaçar o futuro da moeda, disse o presidente do Banco Central Europeu (BCE) neste sábado.

REUTERS

23 Maio 2015 | 13h01

"Em uma união monetária você não pode ter grandes e crescentes divergências estruturais entre países, porque elas tendem a se tornar explosivas", disse Mario Draghi em uma audiência com acadêmicos e dirigentes de bancos centrais.

"Portanto, as divergências irão ameaçar a existência da união, da união monetária", disse ele.

(Por John O'Donnell)

Mais conteúdo sobre:
MACRODRAGHIBCE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.