Presidente do BCE defende aumento de impostos

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, pediu em artigo publicado pelo jornal "Financial Times" que cortes de gastos públicos e aumentos de impostos sejam adotados imediatamente ao redor do mundo industrializado, em meio aos crescentes sinais de recuperação da economia europeia.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

23 de julho de 2010 | 11h04

Segundo Trichet, os formuladores de políticas públicas que querem prolongar os estímulos estão enganados e a redução do crédito teria efeitos "muito limitados" sobre o crescimento. "Nós temos de evitar uma assimetria, se for necessário, entre um afrouxamento imprudente e uma contenção hesitante indevida."

"Com o benefício da retrospectiva, vemos quão lamentável foi a mensagem simplista de estímulo fiscal dada a todas as economias industriais, sob o lema: ''estimular, ativar e gastar''", escreveu o presidente do BCE no artigo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
criseEuropaBCETrichetimpostos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.