EFE/GIAN EHRENZELLER
EFE/GIAN EHRENZELLER

Presidente do BID se mostra entusiasmado com Paulo Guedes

Luis Alberto Moreno, presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), afirmou que próximos meses serão testes para o governo implementar seu programa

Célia Froufe, correspondente, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2019 | 10h17

Entusiasmado com o Brasil, o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno, afirmou nesta quarta-feira, 23, ao Estadão/Broadcast que os próximos meses serão um teste para o novo governo implantar seu programa. "Temos grande entusiasmo ao olhar todas as questões que o ministro está falando. Agora vem a parte mais difícil, que é a de colocar e ter sucesso em todas essas ideias", disse o executivo após reunião com o ministro da Economia brasileiro, Paulo Guedes. O encontro bilateral foi a primeira agenda do dia do titular da Pasta no Fórum Econômico Mundial, em Davos, desta quarta-feira.

Para o colombiano, o Brasil hoje passa por um "novo dia" e, questionado sobre se espera expectativa por maior demanda de financiamentos pelo País, afirmou não ter "dúvidas" em relação ao crescimento do volume de pedidos de empréstimos. Por isso, explicou, programa ir ao Brasil ao final de fevereiro para ter uma conversa "mais longa e detalhada" com o ministro da Economia. "É a primeira reunião que tenho com o ministro Guedes e vim falar com ele logo nos primeiros dias de governo", relatou.

O presidente do BID disse que colocou para Guedes todas as possibilidades que o banco de desenvolvimento tem em relação às prioridades do novo governo, principalmente em relação a financiamentos de Parceiras Público-Privadas (PPP) e do programa de privatizações. "Estamos falando muita coisa nessa frente, mas também nos tradicionais que o BID tem com os Estados e a União", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.