Presidente do Bird visitou comunidades pobres no DF

O presidente do Banco Mundial (Bird), Paul Wolfowitz, visitou na manhã desta segunda beneficiários do Bolsa Família em uma das comunidades mais pobres de Brasília, o Varjão. De forma discreta, sem convocar a imprensa, Wolfowitz esteve na Escola Classe Varjão, onde 1.000 crianças do bairro estudam do pré-primário à quarta série do ensino fundamental, e conversou com cinco famílias, conforme relatou a diretora do colégio, Maria das Graças de Oliveira. Wolfowitz ainda visitou três casas da vizinhança, das quais duas construídas com madeirite - o único material autorizado para as famílias invasoras da área e que ainda não contam com a posse definitiva do terreno.Dessa incursão, participaram ainda a secretária de Estado de Educação, Vanderci Antônia Camargo, e representantes do Ministério da Educação. Apesar dos pequenos discursos sobre os programas assistenciais dos governos federais (Bolsa Família) e do Distrito Federal (Renda Minha), Wolfowitz mostrou-se mais interessado em ouvir os relatos das famílias sobre a importância de receberem uma quantia adicional a seus ganhos. Segundo Maria das Graças, que enfrenta no dia a dia os efeitos da falta de estrutura famílias no bairro, a principal resposta foi a de que os programas permitiam a sobrevivência em situações de desemprego.Desde que iniciou sua visita ao Brasil, no último dia 15, Wolfowitz vem seguindo uma agenda voltada para o conhecimento das condições de vida de estratos mais pobres das populações de São Paulo, de Fortaleza, de Santarém (PA) e de Brasília.Na quarta, em Ribeirão Preto (SP), o presidente do Bird visitará a usina São Martinho, onde pretende se informar sobre o processo de produção do etanol e o projeto de uso no Brasil e de exportação desse biocombustível, e depois seguirá para São Paulo, onde vai se encontrar com dois pré-candidatos tucanos à Presidência da República, o prefeito, José Serra (PSDB), e com o governador, Geraldo Alckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.