''Presidente do Brasil daqui a dez anos será xeque''

Dependendo das suas ambições e da estratégia do PT, o presidente Lula poderá ser o xeque do Brasil - quiçá da América do Sul - em 2018. Pelo menos foi que o próprio Lula indicou ontem, ao acentuar que o Brasil defende a ampliação do uso dos biocombustíveis e de outras fontes renováveis de energia, mesmo tendo descoberto megarreservas de petróleo e de gás natural em seu litoral. "Se vocês vierem daqui a dez anos, vocês vão chamar o presidente do Brasil de xeque. Xeque da América do Sul", arrematou, ao dirigir-se a jornalistas alemães que acompanham a visita da chanceler Angela Merkel ao País. Um dos cálculos de analistas políticos prevê que, ao deixar o poder em janeiro de 2011, Lula poderia voltar ao Planalto com a eleição de 2014. Se esse plano se concretizar, será ele o "xeque do Brasil" em 2018.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.