Presidente do Deutsche defende consolidação

O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2012 | 02h02

A consolidação dos bancos europeus ainda não está no fim, e o setor alemão, com seus bancos pequenos, terá de mudar, disse o presidente do Deutsche Bank, Juergen Fitschen. "Precisamos de bancos pan-europeus. Ou então países em desenvolvimento como China, Índia, Brasil e Rússia nos deixarão para trás." Ele disse que a consolidação é inevitável na Alemanha. "Temos de nos afastar da ideia de que é possível e necessário ter uma agência em cada pequena cidade, especialmente por causa do uso dos serviços online."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.