bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Presidente do Swatch Group recebe prêmio em Cannes

O co-fundador, presidente e principal executivo do suíço Swatch Group, Nicolas Hayek, de 74 anos, é o Homem de Publicidade do Ano da 49.ª edição do Festival Internacional de Publicidade de Cannes. Hayek receberá o prêmio sábado, durante a entrega dos leões da categoria filmes, a mais disputada do festival que, no Brasil, é representado pelo jornal O Estado de S. Paulo. O presidente do festival, Roger Hatchuel, conhecido como "O leão de Cannes" por ter profissionalizado a premiação que teve início em 1954, justificou a escolha em função das inovações promovidas por Hayek no setor de relojoaria, ter modernizado a produção suíça e investido pesadas somas em marketing. No fim dos anos 70 e início dos 80, os relógios suíços enfrentaram grande concorrência dos asiáticos, mais baratos. Hayek, que com um grupo de investidores aportou recursos para fundar o Swatch Group em 1985, deu estímulo para a criação de um relógio moderno, arrojado e com preços menores. Virou um caso de sucesso em todo o mundo o modelo Swatch, que aliou a precisão suíça de contar as horas com designs e materiais inovadores. Com marcas como Breguet, Blancpain, Longines, Rado, Tissot, Mido, Omega, Pierre Balmain, além da própria Swatch, o grupo conseguiu se firmar como um dos maiores na produção de relógios em todo o mundo, além de ser um dos que mais investem, ainda hoje, em design e marketing. Seu antecessor foi August Bush IV, herdeiro e presidente da Anheuser-Busch, uma das maiores cervejarias do mundo, que também investe muito dinheiro em marketing. Em 2000, quem levou o troféu de Homem de Publicidade do Ano foi o sempre polêmico inglês Richard Branson, presidente do Virgin Group.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.