Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Presidente do UBS diz que banco perde importantes executivos

O maior banco da Suíça, UBS, está perdendo importantes executivos de áreas importantes para competidores, afirmou o presidente do conselho da instituição, Kaspar Villiger, a um jornal suíço.

REUTERS

16 de maio de 2009 | 13h03

"Isso chegou a um tal ponto nos Estados Unidos que está nos fazendo pensar. Estamos também perdendo gente para a competição na Suíça, mas não numa extensão tão dramática", disse o presidente do conselho do maior gestor de fortunas do mundo em ativos, em entrevista ao jornal suíço Berner Zeitung.

"Temos que reagir", disse Villiger, ex-ministro da economia da Suíça.

O UBS tentando reconstruir sua antes poderosa marca depois de sofrer maciças baixas contábeis sobre investimentos em ativos de risco nos Estados Unidos que forçaram o banco a aceitar apoio do governo.

O atual ministro da Economia da Suíça, Hans-Rudolf Merz, afirmou na quinta-feira que quer que o governo suíço saia do investimento no UBS rapidamente, mas somente fará isso quando o banco estiver estável e as condições do mercado forem favoráveis.

Enfrentando revolta pública contra o que muitos consideraram como concessão de bônus excessivos, o UBS passou por uma reformulação radical em seu sistema de pagamento de executivos no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSUBSPERDENDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.