Presidente do Uruguai convida México para integrar Mercosul

O chanceler mexicano Luis Derbez participará da Cúpula dos Presidentes do Mercosul, a ser realizada no próximo dia 6 de dezembro, em Montevidéu, em resposta ao convite feito pelo presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, para que o México se associe ao bloco regional. Apesar da clara posição do governo mexicano em favor da Alca e de sua associação com o Nafta - bloco que reúne ainda Estados Unidos, e Canadá -, o convite de Vázquez visa aproximar o México do Mercosul. O status ao México seria o mesmo dado à Bolívia, Chile, Colômbia e Peru, ou seja, de país associado e não como sócio pleno. Como presidente pro tempore do Mercosul, neste segundo semestre de 2005, Vázquez também convidou o presidente mexicano, Vicente Fox, para participar da reunião de cúpula. No entanto, segundo fonte governamental ao jornal El Cronista, Fox ainda não respondeu ao convite. Se estima que o mesmo poderia ser declinado, já que sua relação com Chávez (o presidente da Venezuela, Hugo Chávez) não anda em seu melhor momento. Chávez é uma presença confirmada para a Cúpula, já que os presidentes deverão aprovar a incorporação da Venezuela como sócio do Mercosul, o que daria início ao processo de adaptação das normas da união aduaneira, conforme explicou a fonte diplomática. Entre os diplomatas do Uruguai e da Argentina existe a expectativa de que as diferenças entre Fox e Chávez sejam limadas durante a cúpula, caso o presidente Fox decidir comparecer ao encontro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.