Prévia anual da balança aponta recuo do superávit

A balança comercial da primeira semana de dezembro apresentou superávit 39,7% menor que o registrado em igual período de 2006, segundo dados divulgados ontem pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex). O saldo positivo no período, de US$ 761 bilhões, foi o resultado de US$ 3,385 bilhões em exportações e de US$ 2,624 bilhões em importações.A média diária de compras externas, de US$ 524,8 milhões, cresceu 45,5%, em comparação com o mesmo período de 2006, enquanto que das exportações avançou apenas 10,4% e alcançou US$ 677 milhões. De 1º de janeiro a 7 de dezembro deste ano, o saldo encolheu 13,1%, em relação a igual período de 2006. As exportações acumuladas somaram US$ 149,804 bilhões, com expansão de 16,0%. O crescimento das importações, de US$ 112,643 bilhões, foi mais vigoroso, de 30,4%. A expectativa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior é de encerrar o ano com superávit de US$ 40 bilhões - 14% de queda em relação a 2006.Na primeira semana de dezembro, houve crescimento das importações em 21 das 23 principais categorias. Somente as compras externas de combustíveis e lubrificantes, leite e derivados tiveram queda de 2,5% e de 17%, respectivamente, na mesma comparação. Apesar da expansão de apenas 10,4%, em relação a igual período de 2006, as exportações da primeira semana de dezembro apresentaram aumentos nos três setores. A venda de produtos básicos cresceu 19,5%, pelo bom desempenho de soja, minério de cobre, carnes, fumo e farelo de soja. A exportação de manufaturados aumentou 5,3%, influenciada por máquinas agrícolas, medicamentos, motores e geradores, álcool, pneus e suco de laranja. As de semimanufaturas cresceram 8,5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.