Prévia da inflação acelera para 0,39% em setembro e supera teto da meta em 12 meses

Inflação medida pelo IPCA-15 acumulou alta de 6,62% em 12 meses

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2014 | 09h01

 A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo -15 (IPCA-15), considerado a prévia do indicador oficial, avançou 0,39% em setembro, ficando acima da alta registrada no mês anterior, de 0,14%. Em 12 meses, o IPCA-15 subiu 6,62%, variação acima do teto da meta do governo para o ano, de 6,5%. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou acima do intervalo de estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pela Agência Estado, que esperavam inflação entre 0,25% e 0,38%, com mediana de 0,34%.

O período de coleta do IPCA-15 foi de 14 de agosto a 12 de setembro. Com o resultado anunciado hoje, o índice acumula alta de 4,72% no ano.

Alimentos e bebidas. Os preços de alimentos saíram da deflação e voltaram a subir em setembro. O grupo Alimentação e Bebidas avançou 0,28%, após recuo de 0,32% em agosto.

De acordo com o órgão, a alta foi motivada principalmente pelas carnes, que ficaram 2,30% mais caras de um mês para o outro. Também influenciaram a refeição fora de casa (0,90%) e leite longa vida (1,47%).

Com a alta registrada neste mês, os alimentos deram uma contribuição de 0,07 ponto porcentual à inflação geral, que subiu 0,39%, segundo o IBGE. 

Passagens aéreas. As passagens aéreas subiram 17,58% em setembro. O item contribuiu sozinho com 0,07 ponto porcentual na inflação geral.

Com o resultado, o grupo Transportes acelerou de 0,20% para 0,45% na passagem do mês, informou o IBGE. O grupo respondeu por 0,08 ponto porcentual da taxa do IPCA-15. 

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIPCA-15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.