Prévia da inflação de julho, IPCA-15 desacelera e fica em 0,07%

Resultado confirma a declaração da presidente Dilma, esta semana, de que a inflação de julho será 'próxima de zero' 

Agência Estado,

19 de julho de 2013 | 09h09

SÃO PAULO - A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo na primeira quinzena de julho(IPCA-15) ficou em 0,07% em julho. O índice confirma a declaração da presidente Dilma Rousseff, esta semana, de que a inflação de julho será 'próxima de zero'.

No mês anterior o IPCA-15 foi de 0,38%. O resultado foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 19.

O IPCA-15, considerado uma prévia da inflação oficial do mês, veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, serviço de informações da Agência Estado. Os analistas esperavam uma taxa entre 0,02% e 0,24%, com mediana de 0,09%.

No ano, o IPCA-15 acumula alta de 3,52% e, em 12 meses, a variação é de 6,40%.

A presidente Dilma Rousseff afirmou esta semana que o IPCA de julho deve ser menor que o da medição anterior e muito próximo de zero. "A inflação no Brasil vem caindo de maneira consistente nos últimos meses", disse Dilma. "O IPCA de maio foi menor que o de abril; o de junho, menor que o de maio."

Tudo o que sabemos sobre:
ipcainflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.