Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

Prévia da inflação fica em 0,54%, maior taxa para março desde 2015

Com o resultado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) acumula alta de 4,18% nos últimos 12 meses

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2019 | 09h30

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) registrou alta de 0,54% em março, após ter avançado 0,34% em fevereiro, informou nesta terça-feira, 26, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado é o maior para meses de março desde 2015, quando a prévia da inflação avançou 1,24%.

O avanço foi puxado pelos grupos alimentação e transportes, que aumentaram 1,28% e 0,59%, respectivamente. Dentre os alimentos, o feijão carioca subiu 41,44%. Tomate, frutas e o leite longa vida também tiveram aumentos significativos de preços. Nos transportes, as passagens aéreas (7,54%) e o etanol (2,64%) ficaram mais caros, bem como a gasolina (0,28%) e os ônibus urbanos (0,73%), que tiveram reajustes de tarifas em Porto Alegre, Recife, Curitiba, Rio de Janeiro e Fortaleza. 

O resultado ficou acima da mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, calculada em 0,50%, e dentro do intervalo das previsões, de 0,39% a 0,58%.

Com o resultado anunciado, o IPCA-15 acumulou um aumento de 1,18% no ano. Nos 12 meses encerrados em março, o indicador ficou em 4,18%. As projeções iam de avanço de 4,05% a 4,41%, com mediana de 4,12%.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.