Previdência: acordo com Ucrânia e Holanda

O Ministério da Previdência e Assistência Social iniciou negociações com a Ucrânia e a Holanda para a realização de acordos previdenciários internacionais. Os acordos internacionais têm por objetivo dar continuidade as contribuições dos trabalhadores brasileiros, mesmo quando estão fora do País. Para isso, o trabalhador tem que contribuir à Previdência Social do país em que está residindo. Ao voltar para o Brasil, o tempo de contribuição no exterior será creditado no tempo de contribuição para a Previdência Social brasileira. Além disso, os segurados do INSS podem receber pagamentos de aposentadorias, pensões, auxílios nos países conveniados. Atualmente, nove países têm acordos internacionais de Previdência no Brasil. São eles: Argentina, Chile, Uruguai, Cabo Verde, Itália, Espanha, Portugal, Grécia e Luxemburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.