finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Previdência baixa juros do crédito consignado

O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) baixou na manhã desta terça-feira os juros cobrados nas operações de crédito consignado para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com isso, a taxa máxima praticada pelos bancos cai de 2,86% ao mês para 2,78%.Segundo o Ministério da Previdência, o corte de 0,08 ponto porcentual acompanha a redução da taxa básica de juros, a Selic (atualmente em 13,75% ao ano) - o índice básico da economia - que sofreu baixa de 1% desde agosto.De acordo com o presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Força Sindical, João Batista Inocentini, a redução nos juros do empréstimo consignado é muito positivo para a categoria. ?Esse corte no limite das taxas mostra um avanço importante para nós, pois torna as operações mais baratas?, comemorou. ?É sinal de que a redução da Selic está sendo repassada aos consumidores?, completou.Contudo, Inocentini acredita que o Ministério da Previdência pode aplicar reduções ainda maiores no índice. ?Não há inadimplência neste tipo de operação, e os bancos lucram muito. É possível baixar a taxa mais um pouco?, disse o presidente do sindicato.O novo limite fixado pelo CNPS deverá entrar em vigor ainda nesta semana, e valerá para todas as modalidades e prazos de empréstimo com desconto no benefício dos aposentados e pensionistas. Os bancos que não respeitarem a determinação podem ser autuados e até mesmo perder o direito de conceder este tipo de crédito.O Conselho Nacional de Previdência continuará analisando o comportamento dos indicadores econômicos e, se for o caso, poderá propor novas alterações no teto dos empréstimos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.