seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Previdência espera arrecadação estável após queda em janeiro

Déficit cresceu 17% no mês em meio a fechamento de vagas formais nos últimos meses por causa da crise

Renata Veríssimo - Agência Estado,

20 de fevereiro de 2009 | 12h06

O secretário de Políticas de Previdência Social, Helmut Schwarzer, disse há pouco que espera uma estabilidade da arrecadação de receitas previdenciárias nos próximos meses em função da desaceleração do mercado de trabalho. "Deveremos ter, no primeiro trimestre, uma estabilidade na arrecadação. Provavelmente, não teremos um crescimento em relação ao ano anterior", disse ao apresentar os números da previdência social em janeiro,  cujo déficit cresceu 17%. As medidas do emprego De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à criseEle admitiu que houve uma queda no ritmo de crescimento da arrecadação, que no ano passado crescia o dobro da taxa de crescimento do PIB. "Agora, a arrecadação deve crescer de forma mais leve. Pode ser um dos resultados da desaceleração do mercado de trabalho no final do ano passado. Mas não está tendo queda de receitas como alguns previam", disse.Do lado das despesas com benefícios, Schwarzer destacou que, além do impacto do aumento do pagamento de sentenças judiciais em mais de R$ 400 milhões em relação a janeiro de 2008, houve também o impacto do reajuste do salário mínimo que ocorreu em março de 2008. O pagamento de sentenças judiciais somou R$ 3,054 bilhões em janeiro, praticamente a metade da previsão de gastos com decisões judiciais em todo o ano.Schwarzer disse que essa antecipação de pagamento de sentenças judiciais é para evitar o aumento com o pagamento de juros. Ele destacou que o déficit da previdência poderia ter sido cerca de R$ 900 milhões a menos se não tivesse ocorrido o aumento do pagamento das sentenças judiciais e a postergação do prazo de recolhimento do Simples. O déficit em janeiro foi de R$ 6,337 bilhões. "Eu continuo dormindo tranquilamente com esse resultado", garantiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.