Previdência estima déficit de R$ 38 bilhões em 2012

O secretário de políticas previdenciárias da Previdência Social, Leonardo Rolim, disse nesta terça-feira que a projeção atual para o déficit de 2012 está na casa dos R$ 38 bilhões e não mais de R$ 39,5 bilhões. O valor maior ainda consta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), mas o mais provável é que o valor fique menor, levando-se em conta que este é o saldo acumulado nos últimos 12 meses.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

28 de agosto de 2012 | 12h17

No mês passado, o secretário havia mantido a expectativa de R$ 39,5 bilhões, mas afirmou que a tendência seria atingir os R$ 38 bilhões. "Vamos esperar mais um pouco", disse. Segundo o secretário, com o crescimento da arrecadação, é até possível que o valor negativo do ano fique abaixo desse montante.

Rolim disse ainda que esse aumento das receitas é proveniente do aumento da formalidade do mercado de trabalho e da expansão da massa salarial, compensando o aumento do salário mínimo, maior referência para o pagamento de benefícios previdenciários. "Todos os indicadores são de que o segundo semestre será melhor que primeiro", considerou.

Rolim destacou ainda que, se confirmado esse rombo de R$ 38 bilhões em 2012, ele será menor do que o de 2011 em termos reais. No ano passado, o déficit da Previdência ficou negativo em R$ 36 bilhões. Esse montante, corrigido pelo INPC, seria aproximadamente de R$ 39,5 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.