Previdência fechada tem resultado superior a aberta

O titular da Secretaria de Previdência Complementar (SPC), José Roberto Savoia, apresentou estudo no 23º Congresso Brasileiro de Fundos de Pensão, no Hotel Meliá, em São Paulo, demonstrando que os fundos de previdência fechada propicia a os trabalhadores resultados superiores aos de previdência aberta.Um dos estudos da SPC mostra que um fundo de pensão com patrimônio inicial de R$15 milhões é financeiramente mais vantajoso que um VGBL empresarial, a partir do sexto ano de existência e, no caso de uma entidade, com recursos iniciais de R$30 milhões já a partir do primeiro ano. O custo total do plano fechado é a metade do aberto e no longo prazo pode tornar-se até três vezes menos oneroso.Segundo o estudo, o saldo acumulado tende a ser 30% superior ao reunido no aberto. Se um trabalhador investir R$216,00 em um fundo de pensão, acumularia R$130 mil após 25 anos. Se opta-se por fundos de previdência aberta, o mesmo valor de R$216,00 mensais, chegaria no mesmo período a acumular recursos entre R$70 mil e R$100 mil. Ou seja, os fundos de pensão fechados apresentam benefícios para os associados em valor 30% maior do que os abertos, diz ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.