Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Previdência gastou R$ 4,8 bi com precatórios em 2007

A Previdência Social gastou R$ 4,8 bilhões em 2007 com o pagamento dos chamados precatórios judiciais - revisões de benefícios ou de salários de servidores - e a fatura deve se repetir neste ano, segundo estimativas de técnicos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O montante elevado de dívidas judiciais ajudou a engordar o déficit da Previdência, que atingiu R$ 46 bilhões no ano passado. Quase metade do dinheiro foi pago em ações de pequeno valor apresentadas nos tribunais de pequenas causas, mas a outra metade foi formada por precatórios envolvendo altas cifras. Segundo dados da Procuradoria Geral do INSS, a previsão é que somente este ano o INSS tenha que pagar 58,4 mil precatórios. Em 2007, foram 51,8 mil.Em Recife (PE), por exemplo, a procuradoria Geral do INSS corre contra o tempo para barrar uma decisão de primeira instância da Justiça Trabalhista do Estado de pagamento imediato de R$ 53,1 milhões a um grupo de mil ex-servidores do INSS terceirizados, que foram substituídos por concursados. São mais R$ 1 milhão para cada ex-funcionário.

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2008 | 18h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.