Previdência suspende amanhã benefícios de 70 mil segurados

O Ministério da Previdência Social publica amanhã o terceiro edital de suspensão do pagamento de benefícios por causa do Censo Previdenciário. Desta vez, a suspensão vai atingir 70.029 segurados, a maior parte convocados em dezembro de 2005 que não compareceram às agências bancárias para atualizar seus dados cadastrais até o último dia útil de abril.Esses segurados só receberão o pagamento de maio, depositado nos cinco primeiros dias úteis de junho, se comparecerem rapidamente aos bancos onde recebem normalmente a aposentadoria ou pensão e normalizarem a situação. Caso insistam em não participar do recadastramento, não conseguirão receber em junho. A Previdência avisa que o pagamento só será desbloqueado se o segurado se apresentar.Foi o que aconteceu com cerca de metade dos 80.989 segurados, que fizeram parte da primeira lista publicada pela Previdência Social em março. Eles foram aos bancos e voltaram a receber. A Previdência ainda não dispõe do índice de comparecimento dos 50.127 segurados que foram avisados da suspensão do pagamento em abril.Como das outras vezes, o terceiro edital com os nomes que terão o benefício suspenso será publicado em um jornal de grande circulação em cada Estado. A lista também estará disponível na página do Ministério da Previdência Social na Internet (www.previdencia.gov.br).Estão incluídos na nova relação 1.352 segurados que já tinham sido convocados em outubro e novembro do ano passado. Estes beneficiários haviam sido reconvocados por carta, mas não foram localizados pelos Correios. Seus nomes foram incluídos em editais de convocação posteriores, publicados em jornais, e ainda assim não responderam ao Censo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.