Previdência tem déficit de R$ 19,779 bi no 1º semestre

O déficit da Previdência Social totalizou R$ 19,779 bilhões no primeiro semestre de 2011, o que representa o melhor resultado para o período desde 2004. O bom desempenho é explicado pelo mercado de trabalho, que continua bastante aquecido, apesar de medidas adotadas pelo governo, como o aumento dos juros, para desacelerar a economia brasileira.

EDNA SIMÃO, Agencia Estado

28 de julho de 2011 | 10h15

No acumulado de janeiro a junho de 2010, o rombo era de R$ 24,383 bilhões, ou seja, o resultado apurado no mesmo período deste ano é 18,9% menor do que o registrado no ano passado (os números foram corrigidos pelo INPC). "Não houve desaceleração do mercado de trabalho. Caso contrário não teríamos esse resultado (de R$ 19,779 bilhões)", afirmou o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho.

O desempenho no primeiro semestre do ano é resultado de uma arrecadação de R$ 111,431 bilhões e de uma despesa de R$ 131,211 bilhões. Em junho deste ano, o déficit da Previdência foi de R$ 1,903 bilhão, o melhor resultado para o mês desde março de 2004, excluindo os meses de dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Previdênciaresultadodéficit

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.