Previdência tem déficit de R$ 2,757 bilhões em junho

Resultado é 38,1% maior que o resultado negativo um ano antes - R$ 1,997 bilhões

Célia Froufe, da Agência Estado,

25 de julho de 2012 | 10h47

Atualizado às 12h

BRASÍLIA - A Previdência Social registrou um déficit de R$ 2,757 bilhões em junho, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Ministério da Previdência. O valor é resultado de uma arrecadação líquida de R$ 21,631 bilhões e de uma despesa com pagamento de benefícios de R$ 24,389 bilhões. Em junho de 2011, o resultado previdenciário havia sido negativo em R$ 1,997 bilhões - valor corrigido pelo INPC. Dessa forma, o crescimento do déficit nas comparações entre os meses de junho foi de 38,1%.

No acumulado do primeiro semestre de 2012, o déficit da Previdência já soma R$ 20,780 bilhões. O rombo é levemente maior (0,1%) do que o verificado na primeira metade de 2011, de R$ 20,749 bilhões. De janeiro a junho deste ano, a Previdência arrecadou R$ 127,103 bilhões e teve despesas com benefícios no total de R$ 147,883 bilhões. Os valores acumulados também são corrigidos pelo INPC.

O secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim, afirmou que a arrecadação da Previdência não cresceu em junho no mesmo patamar de outros meses e que não é possível avaliar se o resultado é um fenômeno do mês ou tendência. "Sem dúvida, o crescimento menor da arrecadação preocupa", disse ele, acrescentando que a desaceleração do emprego pode impactar na arrecadação.

O secretário disse ainda que a Previdência não espera desaceleração da arrecadação por tempo prolongado. Ao comentar sobre as estimativas para o déficit neste ano, Rolim disse que está mantida a expectativa de déficit de R$ 39,5 bilhões em 2012. "Mas, pela tendência, o déficit de 2012 pode ficar menor, em R$ 38 bilhões", completou. A revisão conta com a atividade econômica melhor neste segundo semestre.

Tudo o que sabemos sobre:
Previdênciadéficitjunho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.