Previdência terá déficit de R$ 70 bilhões, diz ministro

O ministro da Previdência Social, José Cechin, afirmou hoje que a Previdência fechará 2002 com um déficit de R$ 70 bilhões. "Pelas reformas já feitas no governo Fernando Henrique Cardoso, o déficit está equalizado", afirmou. Segundo ele, dos R$ 70 bilhões, R$ 53 bilhões são do serviço público, que envolve União, Estados e municípios. Os outros R$ 17 bilhões de déficit são do INSS.Cechi disse que para reduzir este déficit é preciso incentivar os contribuintes a se aposentarem mais tarde e a mais pessoas passarem a contribuir com a previdência. Para convencer o trabalhador a pedir aposentadoria mais tarde, Cechi disse que o benefício tem que aumentar ano a ano. E para fazer crescer o número de contribuintes, é preciso diversificar os produtos da previdência pública."O setor privado faz isso. Que tal flexibilizar a contribuição? Aqueles autônomos ou desempregados que não têm como fazer a contribuição completa, poderiam pagar metade do valor e aumentar o tempo de contribuição", disse o ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.