Price reúne sugestões para evitar racionamento de energia

O estudo sobre o Novo Modelo do Setor Elétrico elaborado por consultores da Price, Waterhouse e Coopers, sugere, entre outras coisas, a intensificação da exploração de gás natural, a incorporação das termelétricas no sistema e a inclusão de representantes dos Estados e das empresas privadas no grupo de trabalho de apoio técnico do Ministério.Os consultores sugerem ainda a criação de uma Ouvidoria, que poderia receber sugestões e reclamações dos agentes, e a fixação de um prazo para a revisão do novo modelo. A Price propõe também a consolidação das leis do setor em um Código do Setor Elétrico e a fixação de um prazo para a revisão do novo modelo. As sugestões têm como objetivo evitar o risco de racionamento de energia no futuro.Segundo o consultor da Price e um dos coordenadores do estudo, Eder Mutinelli, o código é importante para facilitar o entendimento das regras. "De 1995 até 2003, foram editadas 12 leis e 45 decretos importantes para o segmento", lembra. Mas isso tudo só ajudará a garantir o abastecimento no longo prazo, se estiver acompanhado de regras claras e estáveis que garantam os investimentos, segundo os consultores. "Mais que um novo modelo, as pessoas querem um modelo estável", afirmou Mutinelli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.