Primeira feira de DVD do País começa hoje

As vendas de aparelhos de DVDs continuam crescendo. No primeiro semestre deste ano, a indústria vendeu ao varejo 450.576 equipamentos, acima dos 210.021 do mesmo período do ano passado. A expectativa dos fabricantes é chegar perto de 1 mil hão de aparelhos até dezembro. Em razão do sucesso do produto, está sendo realizada a primeira feira de DVD do País. A partir de hoje, no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, cerca de 35 empresas envolvidas na cadeia de DVDs estarão expondo seus produtos. A maior parte dos expositores da DVD Trade Show são distribuidoras de filmes. A Gradiente - líder de mercado na produção do equipamento e única fabricante presente - montou uma sala onde projetará filmes durante toda a feira, além de apresentar produtos, como um novo modelo de home theater, televisores digitais e aparelhos de games. Os demais expositores são empresas de autoração de filmes, replicadores e duplicadores, além da locadora Vídeolar e da ST2, que estarão comercializando filmes e musicais em DVD e VHS. PiratariaDurante o evento, acontece também o 1º Fórum de Debate da União Brasileira de Vídeo, que lançada a campanha de combate à pirataria. Para atacar o problema, a Associação de Defesa da Propriedade Intelectual (ADEPI), presidida pelo ex-comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo Carlos Alberto Camargo, está montando o Sistema Nacional de Combate à Pirataria, que consiste em um banco de dados nacional sobre quem, quando e onde são feitos e vendidos os produtos piratas. O gerenciador do banco de dados será o Ministério da Justiça, que disponibilizará via Internet as informações para todos os órgãos envolvidos narepressão.Durante os primeiros dois dias da feira, os profissionais do setor terão horários específicos de visitação: das 14h às 18h. O público em geral tem acesso a partir deste horário. Já no final de semana, ambos podem entrar visitar a feira das 14h às 22h. Os ingressos ao público custarão R$ 10 (adulto) e R$ 5 (crianças). Quem precisar de mais informações pode ligar para (11) 3826-9111 ou entrar no link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.