coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Primeira prévia de maio apresenta deflação

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da USP registrou deflação de -0,03% na primeira quadrissemana de maio, em relação ao fechamento do mês de abril (0,06%). A maioria dos itens pesquisados apresentaram quedas substanciais, com exceção de Alimentação, que saiu de -0,79% para -0,73%, e Vestuário, que cresceu para 0,24%, ante 0,20% da pesquisa anterior. Entre as maiores quedas, destaque para Transportes, que recuou para 1,50%, diante de 1,80% da última quadrissemana de abril, e Despesas Pessoais, que caiu de 0,59% para 0,30%. O item Habitação se manteve estável, registrando -0,46, contra -0,45 da apuração anterior. Veja as variações dos itens que compõem o IPC:Habitação: -0,46%; Alimentação: -0,73%; Transportes: 1,50%; Despesas Pessoais: +0,30%; Saúde: +0,01%; Vestuário: +0,24%; Educação: -0,04%; Índice Geral: -0,03%.

Agencia Estado,

13 de maio de 2002 | 07h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.