Primeira turbina de Jirau deve operar em janeiro de 2012

A Energia Sustentável do Brasil, concessionária da hidrelétrica Jirau, no Rio Madeira (RO), e a construtora Camargo Corrêa assinam hoje um acordo para antecipar em 34 meses a conclusão das obras da usina, com previsão de iniciar a operação da primeira das 46 turbinas em janeiro de 2012. Com isso, a energia assegurada de 2,045 mil MW médios será disponibilizada até dezembro de 2012, antes do prazo original de setembro de 2015.

WELLINGTON BAHNEMANN, Agencia Estado

28 Janeiro 2010 | 17h58

Para garantir o cumprimento do novo cronograma, a Camargo Corrêa irá executar as obras das duas margens (direita e esquerda) do Rio Madeira em paralelo. Isso permitirá a construção das Casas de Força I e II simultaneamente, agilizando a montagem eletromecânica das unidades geradoras da usina. Com uma capacidade instalada de 3.450 MW, o investimento previsto é da ordem de R$ 11 bilhões, o que irá gerar 40 mil empregos diretos e indiretos.

Com a antecipação no cronograma, a Energia Sustentável do Brasil poderá negociar essa energia no mercado livre. Pelo contrato de concessão assinado com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a companhia deve iniciar o fornecimento de energia para o mercado cativo em 2013.

A Energia Sustentável do Brasil tem como acionistas a GDF Suez (50,1%), a Camargo Corrêa (9,9%), a Eletrosul (20%) e a Chesf (20%). A companhia venceu a concessão de Jirau em leilão realizado em maio de 2008. As obras do empreendimento já estão em andamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.