Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Primeiro desenho animado de Joseph Barbera é colocado à venda

Rascunhos foram desprezados por chefe do desenhista, o que o levou a procurar outra empresa onde conheceu o parceiro com quem criou os mais famosos desenhos animados da história da televisão

Economia & Negócios,

11 de novembro de 2013 | 16h31

SÃO PAULO - O primeiro desenho animado criado por Joseph Barbera, que abriu caminho para desenhos famosos como Tom e Jerry, Os Flintstones e Zé Colméia, foi colocado à venda por 15 mil, o equivalente a R$ 55,4 mil.

Joseph Barbera criou o personagem Kiko, o canguru, em 1935, quando tinha apenas 24 anos de idade.

O desenho tratava de uma corrida de avião entre Kiko e um cão bigodudo chamado Doug sujo.

O cartoon deu Barbera a confiança para ir além e criar outros personagens que viriam a ter enorme sucesso.

Barbera formaria mais tarde a parceria histórica com o diretor William Hanna para criar Os Jetsons, Corrida Maluca e Scooby-Doo, entre muitos outros desenhos de sucesso mundial até hoje.

Quando criou Kiko, o canguru, Barbera trabalhava como animador júnior no estúdio Terrytoons, do cartunista Paul Terry. Foi o primeiro desenho animado do jovem desenhista.

Foi a indiferença de Terry em relação ao desenho que motivou Barbera a deixar a empresa e ir para a MGM, onde conheceu Hanna .

Os dois formaram Hanna-Barbera em 1957 e trabalharam juntos até o fim da vida.

Barbera morreu em Los Angeles em 2006, aos 95 anos, e Hanna faleceu em 2001 aos 90 anos.

Os esboços estão sendo vendidos por Larry Barbera, um sobrinho do criador, que herdou os desenhos de sua mãe, Francesca Barbera.

Os desenhos foram esboçados com grafite e lápis sobre papel para montar a animação.

Os 43 storyboards (esboço dos filmes) podem alcançar pelo menos R$ 54,4 em leilão, segundo os organizadores.

Jim Lentz, diretor de arte de animação no Heritage Auctions, declarou ao Daily Mail: "A história do primeiro desenho do Joe Barbera é fascinante.

Ele estava trabalhando no departamento de limpeza da Terrytoons quando decidiu que queria ter uma chance de escrever uma história'.

Segundo Lentz, Barbera tirou um desenho animado completo de Kiko o canguru e mostrou para o chefe da empresa Paul Terry.

"Terry olhou para os desenhos, deu de ombros e disse para Barbera para voltar ao trabalho. Barbera sabia que poderia escrever histórias em quadrinhos e então, nesse ponto, ele decidiu deixar a Terrytoons para se juntar à recém criada MGM, onde ele conheceu William Hanna e começaram uma parceria histórica que criou alguns dos desenhos animados mais famosos do mundo".

Nos anos 1940 e 50, quando a Disney estava em seu auge, Tom e Jerry estava ganhando prêmios da Academia. Os cartoons de Barbera foram tão bons que ganharam o horário nobre da televisão.

O leilão será no Heritage Auctions, em Los Angeles, no dia 20 de novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
desenhos animados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.