Primeiro-ministro da França diz que fraude é muito séria

O primeiro-ministro francês, François Fillon, afirmou que a fraude de 4,9 bilhões de euros (cerca de US$ 7,1 bilhões) descoberta no banco francês Société Générale é "muito séria", mas disse que o episódio não está relacionado com a situação econômica da França. Fillon falou com repórteres durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.