carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Primeiro navio do estaleiro EAS inicia testes

Primeiro navio construído pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), o petroleiro Suezmax João Cândido iniciou neste sábado as provas de mar. O teste, que representa a última etapa antes da entrega do navio, deve demorar cerca de duas semanas e inclui provas estruturais dos tanques de carga e a verificação das condições operacionais dos sistemas do navio.

ANGELA LACERDA, Agencia Estado

31 de março de 2012 | 18h24

De acordo com o presidente do EAS, Agostinho Serafim Júnior, ao final das provas de mar, a embarcação retorna ao estaleiro, onde serão realizados ajustes finais para sua entrega à Transpetro. O que vai ocorrer um ano e meio de atraso. O petroleiro realmente só foi ao mar quase dois anos depois de ter sido batizado e lançado ao mar em solenidade com o ex-presidente Lula, em maio de 2010. O início da sua construção foi em setembro de 2008, com o corte da primeira chapa de aço.

O João Cândido deixou o complexo de Suape, no litoral sul, com cerca de 120 técnicos a bordo - entre funcionários do estaleiro, tripulantes, representantes da Transpetro (o armador) e dos fabricantes dos diversos equipamentos que compõem o navio, além de fiscais da sociedade classificadora American Bureau of Shipping (ABS).

A embarcação ficará ancorada a uma distância de quatro a cinco milhas náuticas da costa (sete a nove quilômetros) na primeira fase das provas. Em seguida se deslocará a até 40 milhas (72 quilômetros) para testes num eixo de 265 milhas (477 quilômetros) entre Natal (RN) e Maceió (AL).

Com capacidade de carregar a transportar um milhão de barris de petróleo o João Cândido integra um total de 22 petroleiros que tinham previsão inicial de entrega em 2016. Diante de várias dificuldades e problemas surgidos - de gestão inclusive - novo prazo está em negociação. O estaleiro também procura um novo parceiro internacional, depois que a Samsung - a quem cabia transferência de tecnologia - deixou a sociedade.

Tudo o que sabemos sobre:
Petroleiroestaleiro EASTranspetro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.