Reprodução
Reprodução

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Primeiro trilionário do mundo pode surgir em 25 anos

 Fortunas crescem em progressão geométrica e em menos de três décadas surgirá o primeiro felizardo com saldo bancário de 13 dígitos

Marcelo Osakabe, do Estadão,

25 de abril de 2014 | 16h01

SÃO PAULO - Existem muitos bilionários no mundo, mas o primeiro trilionário só deve aparecer em 25 anos, segundo cálculos feitos por especialistas.

Para chegar à conclusão sobre a data do surgimento do primeiro felizardo com uma fortuna de 13 dígitos, número quase tão difícil de imaginar quanto a do 'quaquilionário' Tio Patinhas, os especialistas em fortunas  levam em conta a evolução do número de milionários nas últimas décadas nos Estados Unidos.

Em 2013, a fortuna dos 51 americanos mais ricos somava US$ 1 trilhão. Este ano, são necessários apenas 37 super-ricos para chegar à mesma marca.

Considerando essa tendência, a rede de televisão americana CNBC consultou especialistas para saber quanto tempo será necessário para o surgimento do primeiro trilionário.

"É uma tendência que cresce em progressão geométrica", afirma Paul O'Brien, vice-presidente da Oxfam, o Comitê de Oxford de Combate à Fome, que estuda o impacto da riqueza sobre as políticas globais.

Ranking. Quando a revista Forbes realizou seu primeiro ranking dos 400 americanos mais ricos, em 1982, o último colocado da lista tinha uma fortuna avaliada em US$ 75 milhões. Hoje, 32 anos depois, é preciso ter ao menos US$ 1 bilhão para entrar na mesma lista. 

Segundo Andrew Amoils, analista sênior do escritório New World Wealth, existe 11% de chance de que o primeiro trilionário surja em 25 anos. Ele chegou a esse número levando em conta variáveis como PIB per capita, preço das commodities, ações e do câmbio, além de prospectos de alguns países em específico, com EUA, Rússia e Índia, país que deve ter o maior crescimento de bilionários nos próximos 25 anos.

O advogado tributário especializado em lidar com grandes fortunas Bob Lord faz uma estimativa conservadora, e chega à mesma conclusão.

Ele considerou que: 1) o PIB americano será de US$ 300 trilhões em 2039, menos do que os US$ 490 trilhões previstos se o padrão de crescimento continuar o mesmo das últimas três décadas; e 2) Os 400 mais ricos da Forbes neste ano devem amealhar 8% da riqueza total do país, sendo que hoje eles detém 3% do PIB americano. 

Isso significaria que, em 2039, os 400 mais ricos da Forbes  teriam uma fortuna somada de US$ 24 trilhões (o PIB americano em 2013 foi de US$ 15,93 tri) .

Bill Gates. "Mesmo que a pessoa no topo desta lista tenha uma fortuna de proporções parecidas com a de Bill Gates hoje (Gates, o homem mais rico da lista atual, detém 3,6% da riqueza somada dos 400), ele ficaria muito próximo do nosso número mágico", afirma. O primeiro lugar dessa lista fictícia seria dono de US$ 846 bilhões.

A maioria dos especialistas, entretanto, acredita que serão necessários muitos outros 'fenômenos Bill Gates' para que chegue o momento do primeiro trilionário.

"Podem ser necessários mais uns quatro ou cinco Gates para isso, mas nós também veremos muitas Microsoft sendo criadas, cada vez maiores", afirma Lord. 

"Hoje, existe muita riqueza flutuando por aí. Antes, as maiores companhias existentes eram as fabricantes de carros. Hoje temos todas essas companhias de tecnologia instaladas com braços pelo mundo todo", afirma Amoils.

Tudo o que sabemos sobre:
trilionarioriqueza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.