Príncipe saudita confirma aporte no Citigroup

O príncipe da Arábia Saudita, Alwaleed Bin Talal, um acionista de longa data do Citigroup, confirmou a sua participação na colocação privada e oferta pública de ações preferenciais do Citigroup. A proporção do investimento do príncipe saudita está em linha com a manutenção de seus interesses diretos e indiretos abaixo do patamar de 4,9% de participação, de acordo com o comunicado divulgado por seu escritório.Esta é a segunda vez que o príncipe Alwaleed contribui para fortalecer o balanço patrimonial do Citigroup. Em 1991, o príncipe colocou US$ 590 milhões no então Citicorp. Atualmente, o Kingdom Holding, no qual o príncipe Alwaleed detém 95%, possui uma fatia de 3,6% no Citigroup.O banco anunciou hoje que vai levantar um total de US$ 14,5 bilhões por meio de um aporte de capital através de colocação privada e oferta pública de ações preferenciais.HipotecasO Citigroup anunciou hoje prejuízo de US$ 9,83 bilhões no quarto trimestre de 2007, com a crise no mercado de hipotecas de alto risco (subprime) resultando em uma baixa contábil antes de impostos e custos com crédito de US$ 18,1 bilhões para o banco. No mesmo trimestre de 2006, a instituição apresentara lucro de US$ 5,13 bilhões.Os resultados do trimestre também incluem um aumento de US$ 4,1 bilhões nos custos relacionados ao portfólio de crédito ao consumo do Citi nos EUA. O mercado estimava as perdas do grupo relacionadas ao segmento de hipotecas em US$ 20 bilhões. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.