Privatização da TAP deve ter início ainda este ano

O governo português pretende iniciar até o fim do ano o processo de privatização da aérea TAP, disse ontem o presidente da empresa, Fernando Pinto. O primeiro passo, segundo ele, é a formação de um grupo interno do governo, composto por representantes dos ministérios das Finanças e dos Transportes, pela TAP e pela Parpública, estatal que controla a aérea. "São basicamente essas quatro áreas que participam do processo, mas elas já vêm atuando na preparação de documentos", declarou o executivo, após participar de painel em encontro realizado pela Associação Latino-americana de Transporte Aéreo (Alta). Pinto acrescentou que o objetivo do governo é concluir o processo até meados de 2012.

O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2011 | 03h08

Segundo ele, a perspectiva é de que a empresa seja privatizada integralmente, embora o martelo ainda não tenha sido batido. "Essa é uma das partes importantes a serem definidas", disse. "A ideia é ter uma definição do parceiro até metade do ano que vem." O governo português também ainda não decidiu se a privatização será por leilão ou se seguirá outro modelo. Ao ser questionado se alguma empresa brasileira já manifestou interesse na privatização da TAP, Pinto respondeu que "oficialmente não". / G.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.