Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Problemas com refinarias fazem petróleo subir nos EUA

Os preços de petróleo fecharam emalta nesta segunda-feira, em meio às interrupções da produçãode refinarias nos Estados Unidos, que geraram preocupações comos estoques da commodity num momento em que se aproxima o finaldo verão, época em que o consumo de combustível aumenta. Na Nymex, o contrato outubro subiu 0,88 dólar e fechoucotado a 71,97 dólares por barril. O Brent de Londres teve altade 0,33 dólar, para 70,95 dólares, com o volume de negociaçõesabaixo do normal devido a um feriado na Grã-Bretanha. "Os produtos (derivados do petróleo) parecem estarliderando o caminho (de alta) hoje, a gasolina em particular",disse Eric Wittenauer, analista da A.G. Edwards. Os mercados de petróleo têm sido afetados por problemas emrefinarias norte-americanas no verão do hemisfério norte,enquanto uma série de paralisações não planejadas ajudou areduzir os estoques durante o pico da demanda. Entre as refinarias com problemas estão a instalação daCitgo em Corpus Christi, Texas e a unidade da Chevron emPascagoula, uma das 10 maiores dos EUA. A alta dos preços também foi pressionada por previsões deque os dados sobre reservas de petróleo dos EUA, que serãodivulgados na quarta-feira, mostrarão um saque de 1,3 milhão debarris dos estoques de gasolina e 600 mil barris dos depetróleo na semana até 24 de agosto, segundo pesquisa daReuters com analistas. (Reportagem adicional de Randy Fabi em Londres e Fayen Wongem Sidney) (Por Matthew Robinson)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.