Problemas no Iraque e na Yukos impulsionam alta do petróleo

O preço do barril do petróleo registra forte alta nesta terça. Em Nova York, a alta é maior do que a verificada em Londres, já que os mercados norte-americanos ficaram fechados ontem com o feriado (Dia da Independência). Os contratos são movidos pela retomada das preocupações com a oferta global de petróleo, depois do anúncio ontem de que as exportações do sul do Iraque foram reduzidas em 50% após ataque a um dos oleodutos na região no domingo. Operadores alimentam também especulações sobre eventual problemas no fornecimento de petróleo pela companhia russa Yukos, encurralada por um processo judicial relacionado a impostos, o qual poderá levá-la a pedir concordata (veja mais informações no link abaixo).Na Nigéria, trabalhadores da Mobil Producing Nigéria, segunda maior produtora de petróleo do país, ameaçam fazer greve, se a empresa não atender suas demandas em 21 dias.Às 9h53 (horário de Brasília), o contrato futuro de petróleo cru com vencimento em de agosto subia US$ 0,79 (2,06%), para US$ 39,18 o barril no pregão eletrônico da Nymex. Em Londres, o contrato do brent para agosto avançava US$ 0,54 (1,49%), para US$ 36,84 o barril.As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.