Álvore Filmes/Tenda
Álvore Filmes/Tenda

Processo industrial eleva produtividade

Construtora replica técnica em todas as suas obras, ganha eficiência e redução dos custos de produção 

Heraldo Vaz, Especial para O Estado

25 de junho de 2019 | 03h00

O diferencial estratégico que a Tenda avalia ser relevante para a baixa renda é ter um custo de construção muito competitivo, afirma o diretor financeiro, Renan Sanches. “Temos forte atuação para ganhar produtividade no custo de obras”, diz. “Nosso custo de construção subiu menos que a inflação nos últimos quatro anos.”

A construtora, segundo Sanches, se especializou em operar com fôrma de alumínio seis anos atrás. “Como só usamos isso em nossas obras, conseguimos implementar um ganho de produtividade constante através da repetição.” 

O diretor conta que os produtos da Tenda são parecidos, “absolutamente semelhantes” no Brasil inteiro. “Essa repetição ajuda na produção industrial, e tem permitido que a empresa tenha uma margem elevada.”

 

Com a repetição de um mesmo processo, além da eficiência, também há redução de mão de obra, diz Sanches, destacando o preço final baixo na venda dos apartamentos - em média, de R$ 140 mil.

“Temos um custo de construção baixo, que só é possível por essa visão de produção mais industrial”, explica.

Nos últimos anos, a Tenda conseguiu uma economia especialmente na redução de materiais e de mão de obra por causa desse processo industrializado. “O tempo de construção já é otimizado”, afirma. “Não é mais daí que temos tirado nossa economia”

A Tenda aposta em garantir melhores resultados com um custo de construção competitivo. Um pilar da companhia para ganhar participação de mercado e aumentar as vendas de produtos com a sua marca.

Em média, o tamanho dos projetos habitacionais da Tenda é 300 unidades. A construção do prédio leva de 10 a 11 meses, “é rápido”, diz Sanches. O tempo de construção, segundo ele, “já é muito otimizado”.

“Conseguimos construir apartamento todos os dias”, conta ele, ressaltando que a empresa não perde mais eficiência na velocidade de produção. Os ganhos estão vindo da redução de desperdício de materiais. “Com processo de produção manufaturado, dá para ganhar eficiência nos materiais.”

Dinheiro

Na compra de áreas para novos projetos, a Tenda tem avançado mais para o centro da cidade de São Paulo. “É a única regional que paga terreno com um porcentual em dinheiro mais elevado”, diz Sanches.

Para a compra de terrenos, o mercado trabalha com permuta financeira. “Aqui em São Paulo, a Tenda consegue pagar uma parte maior em dinheiro”, afirma Sanches. “O que faz baita diferença para os vendedores de terreno.”

Após a convicção de ter o mesmo nível de custos para empreendimentos mais altos, com elevador, “conseguimos aumentar o quanto eu compro de terreno em São Paulo”, diz o CFO. “Isso permitiu que pagasse melhor, tornando mais atrativo para fechar o negócio.”

Tudo o que sabemos sobre:
mercado imobiliáriohabitação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.