Procon aponta leve queda do juro no empréstimo pessoal

De acordo com a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, os juros bancários apresentaram pequenas quedas nas taxas médias deste mês. Das dez instituições pesquisadas, duas reduziram suas taxas de empréstimo pessoal, sete mantiveram os valores e apenas uma aumentou a taxa. No cheque especial, não houve nenhuma mudança em relação ao mês anterior.A pesquisa do Procon foi realizada junto a dez instituições financeiras, entre os dias 03 e 04 de junho, e apurou taxas de juros e cheque especial para pessoa física. Os bancos pesquisados foram HSBC, Banespa, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú, Santander, Nossa Caixa, Real e Unibanco.O Procon-SP constatou uma queda de 0,02 pontos percentuais em relação ao mês de maio para as taxas médias de empréstimo pessoal, que ficou em 5,27% ao mês, o mesmo que 85,31% ao ano. Esta apuração toma por base os contratos de 12 meses. A taxa de cheque especial para junho ficou em 8% ao mês, mesmo patamar registrado em maio, o que equivale a uma taxa anual de 151,93%. Estes dados da pesquisa são referentes às taxas máximas prefixadas para clientes não preferenciais.Os bancos que registraram queda nas taxas de empréstimo pessoal foram a Caixa Econômica Federal (de 5,59% para 4,49% ao mês); e Banco Real (de 5,75% para 5,70% ao mês). A única instituição que elevou a taxa de empréstimo pessoal foi o HSBC, subindo de 4,40% para 5,35% ao mês. As demais instituições mantiveram suas taxas inalteradas.

Agencia Estado,

15 de junho de 2004 | 15h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.