Procon: cesta básica sobe 1,47% esta semana

Na segunda semana do mês de março de 2001, o valor da cesta básica na cidade de São Paulo teve alta de 1,47%, revela pesquisa diária da Fundação Procon, órgão de defesa do consumidor vinculado à Secretaria da Justiça do Governo do Estado de São Paulo, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese). O preço médio, que no dia 08/03/2001 era R$139,19, passou para R$ 141,24 em 15/3/2001. Por grupo, higiene pessoal foi o que apresentou maior alta na semana, 2,18%; em seguida aparecem os grupos de alimentação, com alta de 1,48% e limpeza, com alta de 0,82%. Os produtos que mais subiram foram: feijão carioquinha (18,70%), salsicha avulsa (9,38%), sabonete (6,45%), linguiça fresca (4,22%) e frango resfriado inteiro (4,17%). Os produtos que apresentaram maiores quedas foram: carne de primeira (1,73%), papel higiênico fino (1,46%), biscoito maizena (1,28%), extrato de tomate (1,05%) e açúcar (0,83%).Nesta semana, os supermercados com os melhores preços da cesta básica foram: Barateiro (R. das Palmeiras, 187. S. Cecília), no centro; Andorinha (Av. Parada Pinto, 2262. V. Amália), na zona norte; Estrela Azul (Pç. Porto Ferreira, 48. V. Guilhermina), na zona leste; Barateiro (R. Domingos de Moraes, 316. V. Mariana), na zona sul e Castanha, na zona oeste da cidade de São Paulo.

Agencia Estado,

16 de março de 2001 | 13h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.