Procon: cesta básica subiu 3,01% em outubro

No mês de outubro, o valor da cesta básica em São Paulo teve alta de 3,01%, revela pesquisa diária da Fundação Procon - órgão de defesa do consumidor ligado ao governo do Estado -, em convênio com o Dieese. O preço médio, que no dia 28 de setembro, era R$ 150,42, passou para R$ 154,95 no dia de ontem. Dos 31 produtos pesquisados, na variação mensal, 15 apresentaram altas, 10 diminuíram de preço e 6 permaneceram estáveis. Por grupo foram constatadas as seguintes variações: alimentação (3,79%); limpeza, 0,40%; e higiene pessoal, 0,28%. A variação acumulada no ano é de 9,56%, e, nos últimos 12 meses, de 10,28%.No período de 01 a 31/10/2001, os produtos que mais subiram foram: arroz tipo 2 - 5Kg - (13,85%); carne de primeira (12,04%); cebola (8,18%); carne de segunda sem osso (7,41%); detergente líquido - embalagem de 500 ml - (4,88%);As maiores quedas foram: batata (-16,81%); óleo de soja - 900 ml - (-3,65%); margarina - pote 250 g - (-3,33%); absorvente aderente - pacote com 10 unidades - (- 2,80%); alho (-2,80%);

Agencia Estado,

01 de novembro de 2001 | 15h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.