Procon estranha data do anúncio de recall

Fiat, Volkswagen, GM e Ford anunciaram, durante os últimos dias do carnaval, o recall do sistema de freios de vários modelos fabricados neste ano. De acordo com as fábricas, há a possibilidade de formarem-se bolhas de gás nos circuitos hidráulicos dos freios, prejudicando o seu desempenho. O Procon-SP - órgão de defesa do consumidor ligado ao governo - informou que esse problema demonstra a vulnerabilidade do consumidor com o setor automobilístico.Segundo o diretor de programas especiais do Procon-SP, Ricardo Morishita Wada, o consumidor não tem como se defender, já que antes vende-se o produto e, depois, encontra-se a falha. E ressalta outro problema. "As montadoras cumpriram a determinação de transparência que a lei exige, alertando os proprietários dos veículos que porventura tenham esse problema e fazendo o recall. Mas por que durante o carnaval?"Wada informou que o Procon vai investigar esse procedimento. "É estranho que elas escolham essa época, em que sabidamente todos estão viajando, para fazer um comunicado tão importante", disse.CDC garante direitosO Código de Defesa do Consumidor (CDC), no seu artigo 10, estabelece que: "O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança."O Procon-SP disse, em comunicado, que entende que o atendimento ao consumidor deveria ocorrer imediatamente a partir da data da publicação do recall. O órgão ainda avisou que é direito do consumidor efetuar o serviço ou a troca da peça mesmo após a data fixada pelas três montadoras sem nenhum ônus, e que em qualquer incidente provocado pelos modelos apontados, antes ou depois das datas de início e fim da campanha, a montadora será responsabilizada nos termos da lei.No comunicado, o Procon informou, ainda, que os proprietários dos veículos que necessitam da vistoria não precisam se dirigir necessariamente à concessionária na qual adquiriram o carro, mas a qualquer serviço autorizado pelas montadoras, em todo o País.Consumidor deve fazer recall o quanto antesApesar de o consumidor não precisar aproveitar o prazo estipulado pelas montadoras para fazer o recall, Wada informou que é preciso que a troca seja feita o quanto antes. "É uma questão de segurança, e não só a do dono do carro", disse o especialista.Ele também avisou que o consumidor tem o direito de fazer o recall. Caso haja problemas de falta de peças ou falta de tempo para atendê-lo, ele deverá reclamar com a montadora ou concessionária e, caso não haja solução para o problema, buscar seus direitos junto ao Procon ou a outro órgão de defesa do consumidor.Veja os modelos que apresentam problemas e telefone para contatoModeloChassisContatoData do recallGM Celta02G128933 a 02G141934tel: 0800-194-200 e www.chevrolet.com.bra partir de 15 de fevereiro, estendendo-se por 180 diasZafira02C141653 a 02C144511Corsa, Astra e Vectra, com opcional de freio a disco nas rodas traseiras02B135256 a 02B151706Ford Ka64863 a 71558tel: 0800-703-3673a partir de 15 de fevereiro.Fiesta 03699 a 411714Courier931536 a 931960Fiat Fiorino8715157 a 8716067tel: 0800-707-1000 ou fax 0800-707-1001 a partir de 14 de fevereiro, estendendo-se por 180 diasUno4350599 a 4362099Palio Young2332833 a 2338747Doblò Furgão2000586 a 2000865Palio Restyling2151579 a 2161286Picape Strada2799999 a 2803966Siena3009223 a 3014226Palio Weekend4044510 a 4048146Volkswagen Gol2P042489 a 2P054864 e 2T085649 a 2T106130tel: 0800-195 ?775A partir de 18 de fevereiro de 2002 até 18 de agosto de 2002Parati 2T085649 a 2T106130Saveiro2P511974 a 2P513886Santana2P006410 a 2P007474Kombi2P005980 a 2P007268

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.