Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Procon não recomenda compra indiscriminada

A Fundação Procon de São Paulo não recomenda a compra indiscriminada em sites estrangeiros. O principal problema, segundo eles, é que a ausência de uma sede no Brasil dificulta a reclamação do consumidor. "Se não há filial no Brasil, não conseguimos fazer a notificação e dar andamento ao procedimento de praxe", explica Selma do Amaral, diretora de atendimento do Procon-SP. De qualquer forma, a reclamação pode ser feita no Procon para que o nome da empresa fique registrado, o que possibilita a outros consumidores a consulta de quem já foi reclamado.

O Estado de S.Paulo

25 de março de 2012 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.