Procon orienta sobre agências de emprego

A competição acirrada por uma vaga no mercado de trabalho tem gerado grande ansiedade naqueles que estão desempregados. Esse quadro faz com que muitos candidatos acabem optando por uma agência de recolocação profissional, na tentativa de melhorar suas chances de ingresso no mercado.As consultorias de recursos humanos ou agências de recolocação profissional, como também são conhecidas, nada mais fazem do que promover as qualidades do candidato. Para isso utilizam recursos que vão desde a elaboração de currículo até o agendamento de entrevistas para emprego. O Procon alerta os consumidores para os cuidados na contratação desses serviços.A máxima de que a propaganda é ainda a alma do negócio se aplica perfeitamente a essas consultorias. Os anúncios são publicados para atrair o consumidor que, menos avisado acaba assinando um contrato de prestação de serviços nem sempre adequado às suas necessidades profissionais e condições financeiras. Nenhuma consultoria garante efetivamente um emprego. Ao assinar o contrato esteja ciente de todas as condições estipuladas. Este deve ser claro, preciso e objetivo. Pesquise os preços, pois a cobrança dos honorários no momento da recolocação pode chegar a cerca de 70% do valor do primeiro e até do segundo salário a ser recebido.Em princípio tais exigências foram criadas para promover a recolocação de profissionais de alto nível gerencial, executivos gabaritados com amplas chances de serem absorvidos pelo mercado. Entretanto para um profissional de nível médio o número de concorrentes a uma colocação é tão grande dentro da consultoria quanto fora dela. O consumidor deve avaliar se vale a pena pagar preços elevados para o bolso do cidadão comum.Postura profissionalA postura do profissional que faz a entrevista inaugural deve ser observada tanto quanto sua capacidade em traçar um perfil psicológico e profissional adequado à capacidade do candidato. Fique atento ao modo como o currículo ficou estruturado (diagramação, estética, gramática), e principalmente à inclusão de novas informações que podem alterar positivamente seu conteúdo. Se no contrato constar a promessa de apostilas com orientações para entrevista, exija-as dentro do prazo estipulado. Analise a proporção de profissionais recolocados com o número de candidatos na lista de espera (Banco de Dados). Num segundo momento o trabalho da consultoria passa a ser subjetivo envolvendo a parceria do profissional e da agência, o que exige do candidato uma cobrança mais efetiva dos dispositivos combinados em contrato.

Agencia Estado,

13 de novembro de 2001 | 14h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.