Procon: orientações para as compras de Natal

Nem sempre o presente mais caro é o melhor. Para fazer boas compras de Natal vale a pena observar as orientações da Fundação Procon-SP. O consumidor deve fugir das compras por impulso. O ideal é escolher e comprar o presente com antecedência. Após a escolha do presente, é imprescindível fazer um cuidadoso levantamento de preços e de qualidade. O consumidor deve ficar de olho nas promoções em que o preço a prazo é igual ao à vista.Ao comprar peças de vestuário, o consumidor deve realizar uma checagem com a loja sobre a possibilidade de troca em caso de problemas com cor, tamanho ou modelo, solicitando da loja um comprovante que garanta a troca. No caso de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e produtos de informática, deve-se exigir uma demonstração do funcionamento do produto na própria loja, para testas todos os recursos do aparelho.A escolha de brinquedos deve ser cuidadosa. O produto deve seguir todas as normas de segurança e qualidade do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). O Procon recomenda não comprar brinquedos de camelôs que, apesar de serem mais baratos, podem trazer grandes perigos às crianças. A rotulagem de artigos de perfumaria, cosméticos ou mesmo alimentos em geral deve conter informações como: registro, prazo de validade, composição, volume/quantidade e dados sobre o fabricante ou importador. Ao comprar alimentos, o consumidor tem que observar as condições gerais de armazenamento. O ideal é consumir alimentos frescos de época, como frutas, bebidas naturais, carnes leves, evitando os gordurosos. Consumidor deve exigir nota fiscalPagamentos com cheques pré-datados devem ser feitos nominais à loja e datados de acordo com o acertado no momento da compra. O consumidor deve exigir a nota fiscal. O Código de Defesa do Consumidor estabelece prazo de 30 dias para efetuar reclamações de defeitos aparentes ou de fácil constatação para produtos não duráveis e de 90 dias para itens duráveis.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2000 | 12h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.