Procon quer esclarecimentos sobre recall da Peugeot

A Fundação Procon-SP - órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual- informou, em comunicado, que a Peugeot será notificada a prestar esclarecimentos sobre o recall anunciado ontem. A convocação foi feita aos proprietários do veículo modelo Boxer, para que se efetue verificação do sistema de fixação do reservatório de combustível e, se for o caso, para fazer um reforço. Segundo a montadora, há a possibilidade de ocorrer o desprendimento total ou parcial do suporte.A convocação é feita aos proprietários dos veículos Boxer, ano/modelo 1999/ 2000 e 2000/2000, com chassis de Y5787997 até Y5898945. A Peugeot informa também que o atendimento se estenderá pelo prazo de 90 dias, a partir de ontem. O telefone de atendimento gratuito para agendamento dos reparos é 0800-7032424.Mas, para o Procon, enquanto existirem no mercado veículos com o problema apontado, o fornecedor é responsável por ele, sendo obrigado a efetuar os reparos de forma gratuita, independentemente do prazo estipulado pela empresa.O Procon ainda informa que os proprietários dos veículos que necessitam de recall não precisam se dirigir à concessionária na qual adquiriram o carro, mas a qualquer serviço autorizado pelas montadoras, em todo o País. Da mesma forma, se o veículo foi comercializado mais de uma vez, o proprietário atual tem o mesmo direito ao serviço gratuito que aquele que adquiriu o produto novo.Caso o consumidor encontre dificuldades em efetuar os devidos reparos, ele poderá efetuar a sua reclamação junto ao Procon ou a algum outro órgão de defesa do consumidor. O atendimento pessoal da Fundação Procon-SP funciona no Poupatempo Sé (Praça do Carmo s/nº), Poupatempo Itaquera (Av. do Contorno, 60, ao lado da Estação Corinthians-Itaquera do metrô) e Poupatempo Santo Amaro (Rua Amador Bueno, 176/258). Por carta: Caixa Postal 3050 - CEP 01061-970 ou fax: 3824-0717. A página do Procon-SP na Internet é www.procon.sp.gov.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.