Procon-SP divulga pesquisa de tarifas bancárias

O comparativo anual das tarifas bancárias feito pela Fundação Procon-SP - órgão da Secretaria da Justiça do Governo do Estado de São Paulo - apontou que a maior variação para o mesmo item (manutenção do cartão magnético da conta corrente comum e especial - valor anual) entre os 14 bancos pesquisados, nos dois primeiros quadrimestres de 2000 foi de 628%. No último quadrimestre do ano, a maior variação foi de 504% no serviço de renovação de cadastro da conta especial de pessoa física - valor anual. Outro ponto a ser destacado é que em 2000, dentre os bancos pesquisados, a menor tarifa cobrada ficou para o item cheque TB (transferência bancária), por folha, com valor de R$ 0,20. A maior, R$ 54,40, foi cobrada no serviço de renovação anual do cadastro da conta especial. Cabe lembrar que alguns bancos isentam seus clientes das cobranças.Quem cobra mais e quem cobra menosNas pesquisas de março e julho de 2000, a menor tarifa anual para manutenção do cartão magnético da conta corrente comum e especial é de R$ 6,59, no banco Bandeirantes. Em março, a maior tarifa foi de R$ 48,00, no Banespa e BCN e, em julho, de R$ 48,00 no Banespa. A diferença é de 628%. Já em novembro desse ano para o item renovação de cadastro da conta especial de pessoa física, verificou-se a menor tarifa anual de R$ 9,00, no Banco do Brasil, e a maior de R$ 54,40, no banco Real. A diferença é de 504%, com isenção constatada na CEF e no Itaú (até o limite de R$ 1.000,00. Acima desse valor serão cobrados R$ 15,00 por evento). Veja mais diferençasNa pesquisa, o Procon-SP agrupou as maiores e menores diferenças de produtos e serviços básicos. Para movimentação de conta corrente comum, levou-se em conta os serviços: renovação do cadastro, manutenção do cartão magnético, talão de cheques, extrato no terminal eletrônico e manutenção da conta corrente. Para conta corrente especial, os serviços analisados foram: renovação do cadastro, manutenção do cartão magnético, talão de cheques, extrato no terminal eletrônico, renovação do cheque especial e manutenção da conta corrente.No caso da conta corrente comum, o comparativo anual de produtos e serviços bancários básicos detectou que a maior diferença, após o item manutenção do cartão, nas duas primeiras pesquisas do ano - março e julho - ficou em 200% para os itens renovação do cadastro, pessoa física (valor anual) e manutenção da conta (periodicidade mensal). No levantamento de novembro de 2000, o destaque para este grupo foi de 250%: renovação do cadastro pessoa física (valor anual). Novamente constatou-se a existência de bancos que isentam seus clientes dessas cobranças, com exceção do item manutenção da conta corrente.Com relação à conta corrente especial, dentre os itens básicos comparados, observou-se que depois da manutenção do cartão e renovação do cadastro (destaques no ano), a maior diferença entre a menor e a maior tarifa em 2000 foi de 430% na renovação do cheque especial (valor trimestral).Os 14 bancos que fizeram parte da coleta foram: Banco Bilbao Vizcaya Argentaria-BBVA, Banco do Brasil, Bandeirantes, Banespa, BCN, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Mercantil de São Paulo, Nossa Caixa Nosso Banco, Real, Santander e Unibanco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.