Kim Kyung-Hoon/Reuters
Kim Kyung-Hoon/Reuters

Procon-SP notifica Amazon após compras feitas com cupons de descontos serem canceladas

Fundação pede que esclarecimentos sejam realizados até a próxima segunda-feira, 31

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2022 | 09h15
Atualizado 28 de janeiro de 2022 | 19h59

O Procon-SP notificou a Amazon após compras feitas na plataforma, com utilização de cupons de descontos, terem sido canceladas pelo site. O assunto é, nesta sexta-feira, 28, o mais comentado no Twiiter no Brasil, com #AmazonNoProcon. De acordo com a nota divulgada pela fundação, pessoas relatam que conseguiram comprar produtos na Amazon com grandes descontos ou "até mesmo de forma gratuita", com vários códigos de promoções em uma mesma operação. Os esclarecimentos devem ser respondidos até segunda-feira, 31. 

"A empresa deverá explicar: quantos pedidos de compra foram recebidos relacionados à oferta citada; por quais razões os pedidos foram cancelados; qual o plano de ação para tratativa dos registros efetuados junto ao Procon-SP e os apresentados apenas por meio de seu SAC", diz o texto do Procon-SP.  

Nas redes sociais, pessoas que efetuaram as compras no site da Amazon e não receberam os produtos estão reclamando da situação. Confira alguns dos exemplos abaixo: 

O que aconteceu? 

Nos últimos dias, consumidores relataram terem conseguido realizar compras no site da Amazon com valores baixíssimos - e até mesmo de graça. Em apenas uma operação, o cliente conseguia colocar vários códigos de cupons de descontos, fazendo com que fossem cumulativos, tendo acesso a descontos bem expressivos. 

De acordo com relatos nas redes sociais, a Amazon retornou aos clientes, via email, afirmando que os pedidos haviam sido cancelados. "Gostaríamos de relembrar que, conforme descrito nos Termos e Condições da oferta, essa promoção era limitada a R$ 15 de benefício máximo; não podia ser combinada com outras promoções ou ofertas; podia ser usufruída apenas uma vez, em um único pedido e se aplicava somente aos clientes que estão comprando no site pela primeira vez", diz um dos comunicados por email divulgados nas redes. 

Além disso, outra reclamação recorrente nas redes é a de que alguns usuários da Amazon já receberam os pedidos, o que, de acordo com os clientes, deixaria "injusto" o cancelamento com parte dos que compraram os produtos nas mesmas condições. 

Por meio de nota, a Amazon informou ao Estadão que os pedidos cancelados não atendiam aos critérios da promoção. “Houve um problema em nosso site que foi rapidamente corrigido. Conforme os Termos e Condições da oferta, a promoção concedia um desconto não cumulativo de R$ 15 na primeira compra efetuada no site. Após a identificação do problema, foram cancelados os pedidos que não haviam sido enviados e que estavam em desacordo aos Termos e Condições. A oferta de desconto de R$ 15 foi mantida aos clientes que tiveram seus pedidos cancelados por meio da concessão de um vale-compras no mesmo valor. Lamentamos qualquer inconveniente causado”, diz a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
AmazonProconcomércio eletrônico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.